Policial Região

Professor que matou diretor de universidade vai a júri popular

Próximo de completar dois anos do crime, o professor Laurindo Panucci Filho, de 46 anos, vai sentar no banco dos réus, no fórum de Cornélio Procópio. O julgamento ocorrerá em fevereiro e devido a repercussão do assassinato, deve levar uma um grande número de pessoas ao plenário do tribunal o júri.

Laurindo foi preso dias depois em Teodoro Sampaio e ao confessar o crime, chorou e disse na frente do delegado que estava arrependido porque havia matado um amigo e confidente. A vítima, professor Sérgio Roberto Ferreira, de 60 anos, estava iniciando o seu segundo mandato como diretor do campus de Cornélio Procópio , da Universidade do Norte do Paraná, a UENP. O homicida usou machadinha para dar uma pancada fatal na cabeça do diretor.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS