Maringá

Maringá Encantada fica mais barata e terá menos atrações

Ao todo a Prefeitura lançou duas licitações para a Maringá Encantada, uma para o serviço de iluminação e outra envolvia a decoração natalina. Esta semana foram realizados os pregões presenciais e três empresas saíram vencedoras com a possibilidade de receberem, juntas, R$ 912 mil: Brito Produções, F.A.L Eventos e Via Som Brasil. Em 2019, a Maringá Encantada custou R$ 5 milhões.

No certame para decoração da cidade com a locação de figuras bidimensionais e presentes iluminados, as vencedoras A F.A.L Eventos ofertou R$ 136 mil, 19,78% a menos que o valor máximo; já a Via Som Brasil, ofereceu R$ 36,4 mil, 30% a menos. Ao todo, essa licitação ficou por R$ 173 mil. Eram dois lotes, com seis itens ao todo.

A outra licitação para alugar cordões blindados de LED e iluminar parte da Cidade, foi vencida pela Brito Produções por R$ 739 mil; o certame poderia custar no máximo R$ 1,2 milhão. Ao todo, 11 empresas estavam interessadas em iluminar 2.354 árvores no município e distritos de Floriano e Iguatemi.

As discussões ainda estão acontecendo em relação as atrações da Maringá Encantada, porém, é certo que serão limitadas e reduzidas. A começar pela duração do principal evento da Cidade, este ano a programação é que ocorra entre os dias quatro de dezembro e seis de janeiro do ano que vem. Sobre as atrações, ficou definido que em 2020 não tem casinha do Papai Noel.

O responsável pela Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Rafael Silva, explicou que o motivo é a pandemia da Covid-19. Informou que não terá atração nenhuma que gere aglomeração. Contou ainda que reuniões estão sendo feitas para uma chegada diferenciada do Papai Noel.

“Estamos estudando, não posso falar ainda porque tentamos viabilizar a chegada. Mas a tradicional festa de abertura na Praça da Catedral e a casinha, não teremos de forma alguma”, finalizou Silva.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS