Maringá, 21 de Abril de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS NUTRIGENES
 
Untitled Document
10.01.2018
Militantes lançam Comitê em Maringá
Centenas de integrantes de partidos políticos, movimentos sociais, grupos independentes e outras entidades de classe participam neste sábado (13) do lançamento do Comitê de Defesa da Democracia e pela Candidatura de Lula à presidência da república.

A iniciativa desenvolvida por meio da Frente Brasil Popular terá início às 9 horas na Câmara Municipal de Maringá. Com espaço reservado para debate e deliberação de ideias, o evento pretende unificar a população da região que defende a participação do ex-presidente no pleito deste ano.

O comitê em Maringá será lançado em razão de uma proposição da Frente Brasil Popular nacional para a formação de grupos em cidades referências para todos os estados.

No Paraná, além da Cidade Canção, locais como Curitiba, Londrina, Cascavel, Ponta Grossa, entre outros municípios, também formalizam o movimento em defesa da democracia e pelo direito de Lula ser candidato, visto a possibilidade de condenação em segunda instância no dia 24 deste mês. Grupos maringaenses contrários ao ex-presidente pretendem protestar no mesmo dia e local.

A Frente Brasil Popular de Maringá realiza a convocação para a reunião de lançamento do Comitê neste sábado através das redes sociais, especialmente o Facebook. No evento oficial, centenas de pessoas demonstraram interesse em participar do ato que possui autorização da Câmara de Vereadores, depois de pedido formal via ofício do vereador Carlos Mariucci (PT). Atos semelhantes ocorrem em aproximadamente 150 municípios de todos os estados do Brasil no que é chamado de “Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Democracia e do Direito de Lula se Candidato”.

A Frente formada por integrantes principalmente do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), além de movimentos como a União Nacional dos Estudantes (Une), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), União da Juventude Socialista (UJS) e centrais sindicais como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) se manifesta contra uma possível condenação do ex-presidente. Em julho do ano passado, Lula foi condenado na Operação Lava Jato a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex do Guarujá (SP).

No próximo dia 24 ocorre o julgamento de apelação criminal do ex-presidente na sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS). Caso confirmada uma nova condenação, há a possibilidade de que a candidatura de Lula, confirmado com pré-candidato à presidência nas eleições de outubro deste ano, seja proibida a partir da inelegibilidade do petista. Apesar da necessidade da execução provisória da pena ser feita após o julgamento de todos os recursos do segundo grau, em dezembro de 2017, todos os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmaram que se a decisão do TRF4 for a de seguir o resultado do julgamento em primeira instância, em Curitiba, Lula não poderá concorrer para mais um mandato.

Comitê em Maringá
De acordo com o vereador e presidente do PT de Maringá, Carlos Mariucci, o objetivo do Comitê na Cidade é o de organizar a população de toda a região que defende a não somente a candidatura de Lula, como também o estado democrático de direito. “Por meio da Frente Brasil Popular se decidiu que todas as cidades com um porte como Maringá ou maior deveriam se organizar para movimentos em defesa da democracia. Todos tem conhecimento de que o [Michel] Temer (MDB) é corrupto e ninguém faz nada. Há também provas contra o Aécio [Neves] (PSDB) e ninguém faz nada. Contra o Lula, que não há provas, ocorre toda esta situação”, explica.

A partir das 9h, no Plenário da Câmara, haverá espaço para a apresentação de ideias e um cronograma de atividades até o dia do julgamento em Porto Alegre. Através da mobilização dos militantes, centenas de pessoas de Maringá, Paiçandu, Sarandi e outras cidades deverão se deslocar até a capital gaúcha no dia 24 para acompanhar próximo ao Tribunal um dos julgamentos mais importantes da história do País. Por meio das redes sociais, senadores como Requião (MDB), Gleisi Hoffmann (PT), deputado federal Enio Verri (PT), entre outras autoridades e representantes divulgaram vídeos de apoio ao grupo em Maringá e outras localidades do Estado.

Possibilidade de confronto
Grupos à direita do espectro político, como o “Patriotas Maringá” e o Movimento Brasil Livre (MBL) realizam a convocação de manifestantes “anti-Lula” para um protesto em frente à Câmara de Vereadores também no sábado por volta das 9 horas. Segundo a página oficial do MBL em Maringá, o ato será realizado principalmente como uma forma de defender o juiz Sérgio Moro, autor da condenação do ex-presidente em primeira instância. “O PT resolveu fazer Maringá de palco para atacar Sérgio Moro e defender Lula. Vamos proteger a imagem de nosso compatriota e de nossa cidade. Junte-se à contramanifestação”, diz a postagem oficial.

Também pelo Facebook, o vereador ligado ao Movimento de orientação liberal no ponto de vista econômico, Homero Marchese (PV), também convocou eleitores e apoiadores a comparecerem no protesto contra a organização do Comitê. Erroneamente, Marchese afirma que os senadores paranaenses estarão presentes no ato. Nos comentários, diversas pessoas confirmaram presença e apoiaram que ovos e tomates sejam arremessados principalmente contra Gleisi, que estará em Porto Alegre neste sábado.

Diante do cenário, a Frente Brasil Popular se reuniu na tarde de ontem (9) para discutir medidas de segurança sobre uma possibilidade de confronto entre os militantes.

“Há uma série de mentiras e desinformações sendo divulgadas pela direita. O que nós vamos fazer no sábado é o lançamento do Comitê. Eles têm total direito de criar um grupo para ser contra o Lula, isto é a democracia. O que não pode, no entanto, é este grupo marcar depois de vários dias um contraprotesto no mesmo local e horário para manifestar contra a gente. Eu respeito e sempre vou respeitar quem pensa diferente, mas isto não é democrático. Eles comparecerem lá é um risco. Isso não é uma praça de guerra. Vamos nos reunir, comunicar o 4º Batalhão de Polícia Militar e ver como fazer para que possíveis confrontos sejam evitados”, explica Mariucci. A comunicação do 4ºBPM informou que a situação será estudada entre hoje e sexta-feira (12).

Procurado para comentar as declarações via internet, o vereador Homero Marchese não foi localizado até o final da tarde dessa terça-feira.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
19.04.2018
Sônia Abrão critica Tiago Leifert
19.04.2018
Semulher inicia cursos de capacitação
19.04.2018
Corinthians vence na Argentina
19.04.2018
Denarc prende manicure por tráfico de drogas
19.04.2018
Aumenta a pena para motorista embriagado
19.04.2018
Prefeitura renova contrato do vale-alimentação
18.04.2018
Timão encara o Independiente
18.04.2018
Prova Rústica Tiradentes
18.04.2018
Radares geram discussões entre vereadores
18.04.2018
Delegado impede golpe de falso sequestro contra idosa
18.04.2018
Maringá registra R$ 14 mil em multas por maus tratos em animais
18.04.2018
Aécio Neves vira réu em processo
17.04.2018
Palmeiras empata com Botafogo
17.04.2018
Aos 97 anos, morre no Rio a sambista Dona Ivone Lara
17.04.2018
Prefeitura libera remoção de árvores por empresas
17.04.2018
Novo Contorno Sul - Anteprojeto de reformas é finalizado
17.04.2018
Eleição presidencial já tem 16 pré-candidatos oficializados
17.04.2018
Maringaense morre afogado em represa
16.04.2018
Justiça determina matrículas em CMEI’s
16.04.2018
Corinthians vence o Fluminense
16.04.2018
Prefeitura e Instituto estudam revitalização de praças
16.04.2018
Atividade econômica cresce 0,09% em fevereiro
16.04.2018
Mulher morre em colisão contra barranco
16.04.2018
Cidade terá 36 km de ciclovias até dezembro
13.04.2018
Fátima Bernardes surpreende com boa forma
13.04.2018
Supremo nega pedido de habeas corpus de Palocci
13.04.2018
HU alerta sobre cobranças no SUS
13.04.2018
Sigmar Navachi é escolhido secretário de Planejamento
13.04.2018
Colisão mata maringaense em Marialva
13.04.2018
Câmara aprova fim dos contêineres de metal
12.04.2018
Tévez marca, Palmeiras empata e sai vaiado
12.04.2018
Regulação do comércio fica para o dia 19
12.04.2018
META 4 - STF nega recurso do Estado
12.04.2018
Prefeitura acata solicitação de moradores
12.04.2018
Sindicato da PF pede transferência de Lula
12.04.2018
Mulher no comando da PM do Paraná
11.04.2018
J Balvin causa polêmica ao falar de Anitta
11.04.2018
Roma dá aula e goleia o Barça
11.04.2018
João Amoêdo em Maringá
11.04.2018
Avião militar cai na Argélia e deixa mais de 250 mortos
11.04.2018
Agentes evitam fuga da PEM
11.04.2018
Obras do Terminal Intermodal completam um ano
10.04.2018
Novo técnico do PSG não agrada Neymar
10.04.2018
Abril Verde alerta sobre a prevenção de acidentes de trabalho
10.04.2018
Maringá e o Campeonato Secreto
10.04.2018
Temer dá posse hoje a novos ministros
10.04.2018
Câmara vota hoje regulamentação para abertura de mercados
10.04.2018
Homem morre e quatro ficam feridos em acidente
08.04.2018
Corinthians é bicampeão paulista
08.04.2018
A grande final, 19 anos depois
08.04.2018
Datena cai e quebra duas costelas
08.04.2018
Polícia Civil investiga vandalismo na Acim
08.04.2018
Cida anuncia primeiros nomes do secretariado no seu governo
08.04.2018
Primeira noite de Lula na cadeia é tranquila
08.04.2018
Espancamento termina em atropelamento por trem
Nipo Brasileiro Contabilidade
Hotel Internacional
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual