Maringá, 20 de Setembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
06.07.2018
Taxa de mortalidade infantil aumenta 66% nos municípios da 15ª Regional de Saúde
A taxa de mortalidade infantil aumentou em municípios da 15ª Regional de Saúde. Foram 35 óbitos neonatais precoces, cinco neonatais tardios e 14 óbitos pós-neonatais, que somam um total de 54 mortes de bebês de janeiro a maio deste ano. No mesmo período de 2017, os números eram 21 óbitos neonatais precoces, 12 neonatais tardios e 10 óbitos pós-neonatais, que totalizaram 43 óbitos infantis.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica da 15ª Regional de Saúde de Maringá, Roziane Ribeiro, explica que a morte de bebês até o 6° dia de vida é o que mais preocupa, pois o aumento em porcentagem chega a 66% este ano. Em números absolutos, as mortes no período cresceram 25% de um ano para o outro.

“O ano de 2018 apresenta aumento na taxa de mortalidade infantil aqui na regional. Em 2017, nós tivemos 43 óbitos infantis nos primeiros cinco meses e agora em 2018, foram 54 óbitos. A mortalidade neonatal precoce, tanto aqui nessa regional quanto o que ocorre no Paraná e no Brasil todo, é no período dos primeiros seis dias de vida que a mortalidade infantil predomina”, explica.

Assim como em todo o Brasil, a Regional de Saúde de Maringá também faz análises da mortalidade infantil de bebês com menos de um ano de idade. A medida é obrigatória, determinada em portaria pelo Ministério da Saúde. As análises deste ano apontam que as mortes estão relacionadas a fatores biológicos, familiares, sociais e culturais.
O principal é falta de assistência pré-natal e ao parto.

“É uma analise que está relacionada desde o planejamento familiar até o momento do parto e pós-parto. Muitas vezes, a gestante também desconhece a gravidez e não faz o pré-natal, tem questões também de vulnerabilidade social, questão de usuárias de drogas, tem muitos casos que elas não fazem direito o pré-natal. É bem ampla essa análise, e a gente procura fazer a identificação de fragilidade, qual ponto do processo que teve uma possível falha e o serviço profissional que vai intervir sobre isso. Essa análise tem uma participação bem abrangente de profissionais. Nós também temos encontros periódicos, bem frequentes, que são discutidos o que temos visto de possíveis fragilidades para fazer a intervenção”, esclarece a enfermeira.

Entre as causas da mortalidade infantil, em primeiro lugar estão às infecções relacionadas à prematuridade do bebê, baixo peso ao nascer e as condições maternas que afetam o recém-nascido, como hipertensão, descolamento de placenta, hemorragia, infecções urinárias, doenças infeciosas, entre outras.

Segundo Roziane, o alto índice de cesáreas, no Sistema Único de Saúde e na rede privada também, aumenta os riscos de complicações dos recém-nascidos e óbitos maternos. “A nossa regional, e também comum em outras, tem percentuais altos de cesáreas e estudos mostram que a cesariana aumenta os riscos de complicações, como a síndrome da angustia respiratória, a perda de sangue da mãe e infecções operatórias. A gente também tem feito um trabalho de estímulo ao parto normal, porque a cesárea está diretamente relacionada com a taxa de mortalidade infantil”.

De acordo com a 15ª Regional de Saúde, em Maringá, este ano aconteceram 16 óbitos neonatais precoces, dois óbitos neonatais tardios, sete óbitos pós-natais que totalizam 25 mortes infantis de janeiro a maio. Foram 15 casos no mesmo período no ano passado.

MORTE DE BEBÊS
O combate à mortalidade infantil é um suporte da Saúde Pública, por este motivo, protocolos são seguidos corretamente em pré-natais, partos e na primeira infância. O objetivo de todo esse trabalho é que os índices diminuam. Porém, em Maringá, o número de bebês que morreram este ano com até seis dias de vida aumentou. Foram 16 mortes de janeiro a maio deste ano, contra seis mortes no período no ano passado. Com até um ano de vida, foram 25 mortes este ano, contra 15 em 2017.

De acordo com dados, a maioria dos casos, os bebês tinham nascido de cesárea. A gerente de Epidemiologia da Secretaria de Saúde de Maringá, Jussara Titato explica que este aumento em um curto espaço de tempo é devido às gestantes não estarem se cuidando como deveriam, de acordo com a análise do comitê de mortalidade infantil. “No nosso entendimento, ainda tem a ver com a questão do pré-natal. O pré-natal é de suma importância, seja no serviço público seja no serviço privado, e muitas vezes as mães colaboram pra perderem seus bebês também. Tem que comparecer às consultas de pré-natal, seguir aquilo que é dito pelo profissional, no sentido do acompanhamento, que elas ouçam aquilo que está sendo dito e que vacinem quando se pede para vacinar”, afirma.

O comitê de mortalidade infantil não avalia se houve erro médico na condução do parto normal ou cesárea. “Enquanto comitê, a gente faz a análise do óbito, mas não fazemos o julgamento se houve ou se não houve erro médico. Não é essa a função do comitê”, conclui Jussara.

Melaine Nabas
Foto - Reprodução
 
20.09.2018
Parque do Ingá terá pista de caminhada emborrachada
20.09.2018
Cruzeiro perde para Boca Juniors
20.09.2018
SRM apresenta tema e logo da Expoingá 2019
20.09.2018
Mais de 10,6 mil brasileiros vão votar em cédula de papel no exterior
20.09.2018
Mais uma professora é denunciada por tortura
20.09.2018
Lei que autoriza compra de vagas em creches é sancionada
19.09.2018
Seduc entrega comunicado e pais ficam preocupados
19.09.2018
Defesa Civil realiza simulação de abandono em escolas
19.09.2018
PM participa da Semana de Trânsito
19.09.2018
Mulher seminua é encontrada amarrada com arame farpado
19.09.2018
Pesquisa Ibope: Jair Bolsonaro lidera com 28%
19.09.2018
População reclama das calçadas dos parques de Maringá
18.09.2018
Combate às drogas
18.09.2018
Reunião busca soluções para o trânsito de Maringá
18.09.2018
Procon de Maringá resolve 95% das reclamações
18.09.2018
CNT/MDA: Bolsonaro lidera com 28,2%
18.09.2018
Mulher esfaqueia marido durante briga
17.09.2018
Ex-Spice Girl passa por exame pela guarda da filha
17.09.2018
Relembrando o Colégio Marista
17.09.2018
Campanha resgata autoestima de pessoas
17.09.2018
Receita e PF apreendem milhões dólares em aeroporto
17.09.2018
Motociclista morre em acidente na Cerro Azul
17.09.2018
DER-PR abre edital para construção de viaduto na Colombo
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual