Maringá, 20 de Novembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
17.10.2018
O diferente começa pelo voto
Não se trata de slogan de campanha, mas se quisermos um país diferente, com menos corrupção, sem a crescente escalada de impostos, com medidas austeras para controlar os gastos públicos e que finalmente as reformas tributária e previdenciária saiam do papel, não há outro jeito se não fazendo boas escolhas nestas eleições. Afinal, os eleitores terão que escolher o presidente da República, senadores, governadores, deputados federais e estaduais. Ou seja, são cargos dos poderes executivo e do legislativo. Para o empresário, o resultado pode significar eleitos que ajudarão a economia voltar a crescer, sem solavancos e crises. Para a população representará oportunidades de aumento de renda e geração de empregos.

Entre os que disputam cargos, não apenas no Paraná, mas em todo o Brasil, há nomes novos na política, que serão avaliados junto com aqueles que atualmente estão exercendo cargos eletivos. Nesse espaço estão os eleitores, que precisam fazer um trabalho de reflexão e pesquisa para encontrar boas escolhas.

Afinal, as mobilizações que levaram milhões de brasileiros às ruas contra os desvios públicos e a favor da operação Lava Jato e das dez medidas contra a corrupção foram, em parte, uma reação ao cenário político brasileiro, causado justamente por más escolhas nas urnas no passado. Se não quisermos que este cenário se repita, de protestos que ajudaram até no impeachment de uma presidente da República, é preciso escolher bem.

Em meio a centenas de candidatos que buscam nossos votos, há grande quantidade de bem-intencionados, pessoas com experiência na vida política e, em outros casos, na vida profissional ou empresarial. Um critério essencial para ser analisado é se o candidato é ‘ficha-limpa’, ou seja, não foi condenado em processos criminais em segunda instância ou não renunciou a cargo para evitar a cassação.

No caso dos que disputam uma reeleição ou um novo cargo público, o eleitor pode pesquisar seus projetos e atuação anterior. Para os candidatos que concorrem pela primeira vez, é preciso conhecer sua trajetória e atuação profissional. Claro, essa pesquisa deve estar baseada em fontes e informações confiáveis, já que boatos e mentiras (fake news) são disseminados nas redes sociais para prejudicar os candidatos.

Depois, cumprida a missão cívica, será a vez de acompanharmos a atuação dos eleitos e cobrar que as reformas sejam feitas. Também deveremos ficar vigilantes para que os escolhidos nas urnas trabalhem em prol da sociedade, e não com objetivos partidários e com vistas às próximas eleições. Sem envolvimento da sociedade, dificilmente boas mudanças serão feitas. Até os políticos reconhecem que às vezes é preciso pressão popular para que projetos de lei de interesse público sejam aprovados.


Michel Felippe Soares é presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM)
Foto - ACIM
 
20.11.2018
Hospital Universitário precisa contratar 38 médicos
20.11.2018
Defesa Civil de Maringá eleita a melhor do Estado
20.11.2018
Moro coordenará grupo de combate à corrupção
20.11.2018
PRF registra 15 mortes na Operação República no Paraná
20.11.2018
Acidente na avenida Colombo faz mais uma vítima fatal
19.11.2018
Filhas saem em defesa de Silvio Santos
19.11.2018
Problema com ambulâncias no HU
19.11.2018
Festa Literária de Maringá começa quarta-feira
19.11.2018
SRM promove 10ª Agrocampo
19.11.2018
Hospital do Câncer precisa de doadores de sangue
19.11.2018
Prefeitura cobra do DER adequações para fechar cruzamentos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual