Noticias Gerais

Paraná: Campanha de multivacinação e contra pólio será em outubro

Entre os dias cinco e 30 de outubro, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) vai promover campanhas de Multivacinação e de Vacinação contra a Poliomielite. A estratégia do Programa Nacional de Imunizações é vacinar crianças e adolescentes pertencentes às 22 Regionais de Saúde e secretarias municipais, entre elas Maringá.
Ao todo serão 14 vacinas na Multivacinação para crianças e adolescentes menores de 15 anos. Entre as principais constam a meningo C, que protege contra a meningite do tipo C; a tríplice viral contra sarampo, caxumba e rubéola; a vacina pneumocócica 10, que protege contra pneumonias, meningites e otites; a BCG, que imuniza contra a tuberculose; rotavírus que protege contra a diarreia; e pentavalente, contra a meningite, tétano, coqueluche, difteria e hepatite B.

Já a vacina contra a poliomielite (VOP) para crianças a partir de 12 meses e menores de cinco anos de idade. Amanhã, a Sesa vai promover uma atividade online com a participação de profissionais de todo o Estado, envolvidos na vacinação, para atualizar informações sobre a campanha.

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, garantiu que os municípios estarão abastecidos e pediu que a campanha seja colocada em prática em locais amplos e arejados para prevenção da Covid-19 e evitar aglomerações. Disse ainda que “será uma grande operação que tem o objetivo de proteger crianças e adolescentes em todas as cidades do Paraná. Neste ano, com a Covid-19, o apelo é ainda maior. Os pais devem levar os filhos para a atualização das vacinas, que são seguras e salvam vidas.”

Outra orientação para as Regionais de Saúde é que seja feita a busca ativa do público indicado no decorrer da campanha. As vacinas estarão em frascos com maior número de doses, por isso é necessário identificar quem vai ser imunizado para não perder vacina, nem acontecer o desabastecimento.

A Sesa divulgou que a meta de vacinação da poliomielite é atingir 95% de cobertura vacinal, considerando uma população estimada de 583.962 crianças a serem imunizadas. A estratégia será indiscriminada na faixa de 12 meses a quatro anos, 11 meses e 29 dias de idade. A vacina utilizada será oral, com duas gotas para cada criança.
Em 2019, o Paraná registrou 88,4% de cobertura vacinal contra a pólio e, neste ano, até o momento, atinge cerca de 71%. O índice de cobertura vacinal vem caindo no Brasil e isso coloca o País em alerta. Existe a falsa ideia que algumas doenças foram erradicadas. Um exemplo é o sarampo que voltou a registrar casos após 20 anos sem nenhuma confirmação.

Redação JP
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS