Maringá, 21 de Novembro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
06.11.2017
Corinthians vence e segue rumo ao hepta
O jogo em Itaquera tinha pinta de final e, de fato, foi um clássico para entrar na história. Jogando de maneira mais intensa desde o início, o Corinthians venceu o Palmeiras por 3 a 2, espantou a má fase e encaminhou a conquista do heptacampeonato do Brasileirão.

O jogo válido pela 32ª rodada também teve polêmicas de arbitragem e os palmeirenses deixaram a Arena Corinthians reclamando bastante.

Os paraguaios Ángel Romero (em posição irregular) e Fabián Balbuena marcaram os primeiros. O colombiano Yerry Mina diminuiu de cabeça, mas Jô voltou a marcar no primeiro tempo, em pênalti duvidoso sofrido por ele próprio. Moisés descontou na segunda etapa, repleta de cartões e jogadas bruscas. O Corinthians, assim, conseguiu sua terceira vitória em três jogos contra o rival no centenário do derby diante de 46.090 torcedores.

O Corinthians chegou a 62 pontos, restando seis rodadas para o fim do Brasileirão. O Palmeiras perdeu a chance de colar no rival e permaneceu com 54 pontos, na terceira colocação. O Santos é o vice-líder com 56 pontos. Na próxima rodada, o Corinthians visitará o Atlético-PR na próxima quarta, enquanto o Palmeiras enfrentará o Vitória, em Salvador.

Intensidade corintiana e polêmicas
O Corinthians não vencia havia quatro rodadas e o técnico Fábio Carille mexeu no time: Camacho e Clayson entraram nas vagas de Maycon e Jadson. O time ainda recebeu um apoio impressionante na véspera: mais de 30.000 torcedores foram à Itaquera no treino aberto. Em campo, o que se viu foi um Corinthians muito mais ligado que o adversário. Jô começou assustando Fernando Prass com duas finalizações, uma raspando a trave e outra muito bem defendida pelo goleiro do Palmeiras.

O time visitante respondeu em bela arrancada do colombiano Miguel Borja, que enfileirou defensores e bateu para fora. Romero, que vinha em péssima fase, infernizou a ala-esquerda do Palmeiras. E foi o paraguaio quem abriu o placar em lance controverso: aos 27 minutos, Arana passou para Rodriguinho, que bateu cruzado da esquerda; a bola atravessou a área e encontrou Romero que, livre e em ligeira posição irregular, marcou. Ele comemorou o fim de um jejum de gols que durava mais de quatro meses tirando uma ‘selfie’ próximo aos torcedores.

O líder do Brasileirão seguiu muito bem e quase ampliou em passe de Rodriguinho para Jô, que foi bloqueado por Prass. O segundo gol, porém, saiu logo em seguida: Clayson bateu escanteio, a bola resvalou em Edu Dracena e sobrou para Balbuena marcar. O Palmeiras parecia acuado, mas conseguiu diminuir em outro gol de bola parada. De volta ao time, o grandalhão Mina subiu mais alto que os rivais e marcou, de cabeça, após cruzamento de Dudu. O Corinthians, porém, fez o terceiro aos 36, quando Jô arrancou e caiu na área após dividida com Edu Dracena. O assistente Elio Nepomuceno assinalou a penalidade para revolta dos palmeirenses. Prass tentou desestabilizar o camisa 7, mas Jô bateu no canto e marcou. O Palmeiras teve mais posse de bole, mas o Corinthians teve as melhores chances e foi para o intervalo em vantagem. Nas arquibancadas, a torcida fez uma festa digna de título.

Foto - Reprodução
 
20.11.2018
Hospital Universitário precisa contratar 38 médicos
20.11.2018
Defesa Civil de Maringá eleita a melhor do Estado
20.11.2018
Moro coordenará grupo de combate à corrupção
20.11.2018
PRF registra 15 mortes na Operação República no Paraná
20.11.2018
Acidente na avenida Colombo faz mais uma vítima fatal
19.11.2018
Filhas saem em defesa de Silvio Santos
19.11.2018
Problema com ambulâncias no HU
19.11.2018
Festa Literária de Maringá começa quarta-feira
19.11.2018
SRM promove 10ª Agrocampo
19.11.2018
Hospital do Câncer precisa de doadores de sangue
19.11.2018
Prefeitura cobra do DER adequações para fechar cruzamentos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual