Maringá, 18 de Janeiro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
15.01.2018
Manifestações ocorrem sem violência
Cerca de 2 mil pessoas participaram na manhã de sábado (13), de dois atos na Câmara Municipal e na Catedral de Maringá com posicionamentos diferentes sobre a candidatura de Lula à presidência do Brasil.

Diante da preocupação com possíveis confrontos entre os grupos divergentes, centenas de policiais militares e guardas municipais realizaram uma operação em toda a região central da Cidade a fim de evitar brigas e trocas de ofensas. A partir de cordão de isolamento de aproximadamente 400 metros, a situação do ato foi considerada tranquila pela PM.

Ao longo da semana, diversas reuniões foram feitas pelas autoridades da segurança pública de Maringá para que o direito ao protesto de ambos os lados fossem garantidos de maneira ordeira e pacífica. Integrantes e apoiadores de entidades que defendem a possibilidade de Lula concorrer ao terceiro mandato presidencial permaneceram no interior da Câmara a o lançamento do “Comitê em Defesa da Democracia e da Candidatura do Lula”. Do lado de fora, contrários ao petista e favoráveis ao juiz Sérgio Moro também marcaram presença.

Convocado por meio da Frente Brasil Popular (FBP), que reúne militantes e integrantes do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PCdoB), União Nacional dos Estudantes (Une), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), entre outras instituições, aproximadamente 500 pessoas, segundo a organização e 400 segundo a PM, compareceram ao ato de lançamento do Comitê a partir das 9 horas. Por motivos de segurança, a entrada do grupo foi organizada a partir da Avenida Cerro Azul, com ruas fechadas pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e a Polícia Militar. Em virtude de a Câmara possuir espaço para cerca de 300 pessoas sentadas, diversos defensores do ex-presidente permaneceram de pé e até do lado de fora da Casa de Leis.

Durante o ato, figuras do Partido dos Trabalhadores de Maringá como os vereadores Carlos Mariucci e Mário Verri utilizaram do tempo de fala para informar sobre a importância do Comitê maringaense. A iniciativa foi deliberada pela Frente Brasil Popular nacional, para que todas as cidades do País de porte médio ou grande promovessem grupos locais para organização de protestos e mobilizações contra uma nova condenação de Lula. Em aproximadamente 150 municípios de todos os estados, nesse sábado foi realizado o “Dia Nacional de Mobilização em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato”.

O projeto ocorre em virtude da proximidade com o segundo e mais importante julgamento referente a possíveis crimes cometidos pelo Chefe de Estado brasileiro entre os anos de 2003 e 2010. No próximo dia 24 ocorre o julgamento de apelação criminal na sede do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre (RS). Através do Comitê de Maringá, centenas de pessoas trabalharam para angariar recursos a fim de fretar ônibus para uma manifestação nacional na capital gaúcha para pressionar o judiciário pela absolvição de Lula. Segundo a executiva nacional do PT, 200 caravanas estão confirmadas para o Rio Grande do Sul.

Caso se confirme a segunda condenação para o caso, há a possibilidade de que o pré-candidato pelo PT fique inelegível. Apesar da necessidade da execução provisória da pena ser feita após o julgamento de todos os recursos do segundo grau, em dezembro de 2017, durante discussão sobre a Lei da Ficha Limpa, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garantiram que se a decisão do TRF4 for a mesma do resultado do julgamento em primeira instância, em Curitiba, Lula não poderá participar do pleito de outubro. Com isso, faixas e cartazes fixadas na Câmara de Maringá afirmavam que “eleições sem Lula é fraude”.

Anti-Lula
Convocados pelo Patriotas de Maringá e o Movimento Brasil Livre (MBL), cerca de 1,5 mil manifestantes, segundo a PM, contrários ao ex-presidente compareceram ao contra-protesto mobilizado pelas redes sociais ao longo da semana. Como forma de lutar pela condenação de Lula e em defesa do juiz Sérgio Moro, responsável pelo parecer do primeiro revés do petista na Operação Lava Jato, os manifestantes vestidos majoritariamente de camisas amarelas com a bandeira do Brasil permaneceram alocados no estacionamento da Catedral, de frente para a Câmara. Cercados por policiais, o grupo ficou impedido de se aproximar do prédio.

Com caminhão de som, bandeiras do Brasil e até um guindaste para içar a foto de Moro, os manifestantes bradaram palavras de ordem contra o Partido dos Trabalhadores e pela prisão de Lula. Até o início do ato, em que as centenas de pessoas chegavam, tido como o momento mais propício para a possibilidade de distúrbios segundo a Polícia Militar, não houve qualquer confronto ou até mesmo troca de ofensas entre os grupos.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
17.01.2019
Cyborg admite erros após nocaute
17.01.2019
Governo anula decreto para Hotel Bandeirantes virar museu
17.01.2019
GM atendeu 6 mil ocorrências em 2018
17.01.2019
Mau cheiro em Maringá vem de empresa de fertilizantes, aponta Sema
17.01.2019
Polícia indicia empresário maringaense por feminicídio
16.01.2019
Santos apresenta Soteldo
16.01.2019
Temporal provoca estragos em Maringá
16.01.2019
Brasileiros podem ter até 4 armas de fogo
16.01.2019
Homem é preso ao asfixiar bebê com álcool
15.01.2019
Maringá é destaque em investimentos em educação
15.01.2019
Cursinho UEM está recebendo pré-inscrições
15.01.2019
Ladrões furtam Secretaria do Meio Ambiente
15.01.2019
Restituição do IR começa a pagar hoje R$ 667 milhões
15.01.2019
Idosa morre durante briga entre filho e nora grávida
14.01.2019
Christina Rocha posta foto e impressiona
14.01.2019
Conselho Tutelar será notificado quando aluno faltar a aula
14.01.2019
Prefeitura intima Santa Rita e Hospital do Câncer
14.01.2019
PM apreende entorpecentes, arma e munição
14.01.2019
Ministro italiano agradece a Bolsonaro
14.01.2019
Fevereiro deve ter mutirão de atendimentos especializados
11.01.2019
Alerta contra a dengue
11.01.2019
São Paulo perde para Eintracht
11.01.2019
Parque Estadual em Maringá e Marialva é arquivado
11.01.2019
UEM se manifesta sobre corte de recursos
11.01.2019
PM estoura ponto de tráfico no Conjunto Requião
11.01.2019
Carnês do IPTU continuam sendo entregues em Maringá
10.01.2019
Semob aplicou 914 multas em 2018 por estacionar irregular
10.01.2019
Vagas em creches privadas vão custar R$ 30 milhões
10.01.2019
Governo vai fazer pente-fino no INSS
10.01.2019
Paiçandu registra o primeiro homicídio do ano
10.01.2019
Governo cancela repasse de verbas para obras em Maringá
09.01.2019
Prefeitura deve publicar edital de vagas em creche
09.01.2019
Maringaense será diretor de Igualdade Étnico-racial
09.01.2019
Dívida da Prefeitura com Hospital do Câncer é de R$ 2,6 milhões
09.01.2019
Segurança no Paraná terá integração, planejamento e inteligência
09.01.2019
Quatro pessoas ficam feridas em colisão
08.01.2019
Flamengo quer Bruno Henrique
08.01.2019
Vereador propõe Lei Antivandalismo
08.01.2019
Semob toma medidas para Av. Morangueira
08.01.2019
Maringá Encantada é prorrogada
08.01.2019
Mulher é esfaqueada pela nora
08.01.2019
Prefeitura começa a receber os kits escolares
07.01.2019
Filme sobre Queen vence Globo de Ouro
07.01.2019
Hemocentros precisam de doações na época de férias
07.01.2019
Bolsonaro diz que caixa-preta começou a ser aberta
07.01.2019
Hospital procura família de jovem baleado
05.01.2019
Governo não vai aumentar impostos, afirma Onyx
05.01.2018
4º BPM divulga comparativo entre 2017-2018
05.01.2019
Maringá terá o maior pomar urbano público do Brasil
05.01.2019
Nove presos não retornam após saída temporária
04.01.2019
Boselli confirmado no Corinthians
04.01.2019
Solicitação do passe do estudante já está disponível
04.01.2019
Dólar fecha em queda e Bolsa bate recorde
04.01.2018
Transporte Coletivo em Maringá sem reajuste
03.01.2019
Disney pretende desbancar Netflix
03.01.2019
Schumacher completa 50 anos
03.01.2019
Agência do Trabalhador têm vagas de emprego
03.01.2019
Dólar cai e bolsa bate recorde no primeiro dia do governo Bolsonaro
03.01.2019
Crianças e idoso estão desaparecidos em Maringá
03.01.2019
Prefeitura anuncia abertura de 350 vagas de estágios
02.01.2019
Ministro tomam posse no novo governo
30.12.2018
Aumenta número de microempreendedores em Maringá
30.12.2018
Amanda Nunes vence Cris Cyborg
30.12.2018
Virada de ano em Maringá
30.12.2018
Bandeira tarifária em janeiro será verde
30.12.2018
Prefeito Ulisses Maia avalia os dois primeiros anos de mandato
28.12.2018
Nova ala do HU não tem servidores nem equipamentos
28.12.2018
Feriados atrasam coleta de lixo em Maringá
28.12.2018
Bolsonaro estudar aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos
28.12.2018
Prevenção contra dengue e escorpiões deve se intensificar
28.12.2018
Árvore dos desejos é mantida na Catedral
28.12.2018
Morre menino atropelado na véspera de Natal
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual