Maringá, 19 de Janeiro de 2020
OdontoAtual Della Pizza
 
Untitled Document
13.08.2019
Medicamento para Alzheimer é testado em Maringá
A última fase de testes do medicamento desenvolvido pelo laboratório Roche ainda precisa de cinco voluntários.

O remédio biológico, de acordo com os primeiros resultados obtidos, consegue eliminar do cérebro a proteína Beta-amilóide, que provoca o Alzheimer. Para dar continuidade nas testagens, o centro de pesquisas Clinilive está fazendo um estudo recrutando pacientes.

O paciente voluntário deve ter mais de 50 anos, queda de memória e histórico familiar de Alzheimer; porém, o indivíduo não pode ter diagnóstico da doença porque um dos exames será para descobrir essa patologia, já que o medicamento só atua na fase inicial. Os interessados não vão pagar pela experiência. Ao todo, 800 pessoas de partes diferentes do mundo serão submetidas ao medicamento.

De acordo com o geriatra Antônio Carlos da Silva, o paciente é livre para deixar a pesquisa se achar necessário. Além disso, custos com transporte e alimentação serão pagos pelo laboratório. Em entrevista para a rádio CBN Maringá, o médico informou que esse é o caminho ideal. Primeiramente é feita uma triagem para que o real diagnóstico aconteça; já que muitas vezes a perda de memória não é Alzheimer, pode ser outro motivo. Depois disso são feitos testes, exames laboratoriais e a dosagem de uma proteína do cérebro. Somente depois desse processo, em caso positivo, a pessoa entra na pesquisa.
O contato da Clinilive é feito pelo telefone (44) 3029-3004.

ALZHEIMER
O Alzheimer é responsável por 60% dos casos de demência que atingem os idosos. É o tipo mais comum de demência, que é a perda ou redução progressiva das capacidades cognitivas, ou seja, do processo que envolve atenção, percepção, memória, raciocínio e linguagem, entre outros.

O alzheimer é uma doença neurodegenerativa que destrói os neurônios progressivamente. O começo das alterações é lento e os primeiros sinais geralmente são confundidos com o próprio envelhecimento. Mas, conforme a doença avança, os sintomas se agravam: começam a surgir dificuldades de linguagem e motoras, problemas para reconhecer familiares ou amigos, alterações no sono e no comportamento, desorientação no tempo e no espaço.

Nos estágios mais avançados, a pessoa tem dificuldade de executar as tarefas mais básicas, como tomar banho, vestir-se e alimentar-se. Ainda não se sabe exatamente qual é a causa do Alzheimer. O mal geralmente afeta pessoas com 65 anos ou mais, atingindo menos de 0,5% das pessoas abaixo de 40 anos. A partir dos 65 anos, o risco de desenvolvê-lo praticamente duplica a cada cinco anos, ou seja, uma pessoa com 70 anos tem o dobro de chance de desenvolver a doença em relação a uma de 65, e assim em diante.

As doenças cardiovasculares são outro fator de risco relevante para o desenvolvimento do Alzheimer, já que contribuem para a degeneração dos neurônios. O risco também é mais alto em pessoas que têm história familiar da doença ou de outras demências.

Mal de Alzheimer não tem cura; porém, existem tratamentos que retardam a evolução da doença e outros que minimizam os distúrbios no humor e comportamento.
Nas fases mais avançadas, também é possível contar com terapias não medicamentosas, como terapia ocupacional, fonoaudiologia, fisioterapia etc, que ajudam muito a amenizar os sintomas e a melhorar qualidade de vida. Para mulheres com mais de 65 anos, o risco futuro de surgir alzheimer é de 12% a 19% no sexo feminino; e de 6% a 10% nos homens. Como a doença está relacionada com a idade, parte da explicação está no fato de que as mulheres tendem a viver mais. Porém os mecanismos biológicos por trás dessa diferença tão grande ainda não foram completamente compreendidos.

Victor Cardoso
Foto - Reprodução
 
17.01.2020
Maringá tem 21 casos confirmados de dengue
17.01.2020
Vestibular da UEM divulga resultado
17.01.2020
Coluna do Verde
17.01.2020
Temporal derruba 30 árvores em Maringá
17.01.2020
Inep divulga hoje as notas do Enem
17.01.2020
Homem agredido a golpes de lajota em Maringá
16.01.2020
Coluna do Verde
16.01.2020
Ruas de Maringá podem passar a ser comerciais
16.01.2020
Governo detalha regras do Contrato Verde e Amarelo
16.01.2020
Arma de bandido falha e vítima de assalto escapa ilesa
16.01.2020
Promube será investigado pelo Ministério Público
15.01.2020
Irmão secreto de Cazuza recebe herança milionária
15.01.2020
Asfalto recapeado do Borba Gato está desmanchando
15.01.2020
Coluna do Verde
15.01.2020
População segue retirando guias de IPTU na Prefeitura
15.01.2020
Site para restituição do Dpvat começa a funcionar
15.01.2020
PC procura o homem que cometeu o 1º crime do ano em Sarandi
14.01.2020
CMEIs de Maringá iniciam Plantão de Férias
14.01.2020
Coluna do Verde
14.01.2020
Petrobras reduz preço da gasolina e diesel nas refinarias
14.01.2020
PlanMob de Maringá começa a ser elaborado
14.01.2020
Presos suspeitos de executar funcionário de tabacaria
13.01.2020
Coluna do Verde
13.01.2020
Mourão reinaugura base brasileira na Antártica
13.01.2020
Morto a tiros criminoso que roubava até em velório
12.01.2020
Projeto do Eixo Monumental está em fase final
12.01.2020
Novos radares na Avenida Colombo
12.01.2020
Campanha busca ajudar jovem com grave doença
12.01.2020
Hospital da Criança deve ser entregue neste semestre
12.01.2020
Coluna do Verde
12.01.2020
Casal é suspeito de manter criança em cárcere privado
Nipo Brasileiro Contabilidade
SINCONFEMAR
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors