Destaques do Dia Maringá

Maringá é a 49ª cidade em preparo para atender os idosos

O Instituto de Longevidade Mongeral Aegon lançou a segunda edição do Índice de Desenvolvimento Urbano para a Longevidade (IDL). O objetivo é avaliar o preparo de 876 municípios brasileiros para a longevidade da população. Maringá apareceu no 49º lugar entre os mais bem preparados para a terceira idade.

O município é avaliado na lista de 300 cidades brasileiros com maior número de habitantes analisados no estudo. O IDL avalia 50 indicadores e no geral, Maringá apresentou preparo satisfatório para esta parcela da população. De acordo com Henrique Noya, diretor-Executivo do Instituto, o levantamento realizado é para contribuir com os gestores públicos no desenvolvimento de políticas que melhoresm a qualidade de vida dos idosos.

Numa escala de zero a 100, Maringá obteve os seguintes resultados nos quesitos: educação e trabalho, 84,2; bem-estar, 79,8; cultura e engajamento ficou com 46,7; habitação, 45,8; finanças, 44,7; e o menor índice ficou para saúde, com 37,8. Porém, numa avaliação dos indicadores gerais atingiu 78,3 pontos.

O IDL utiliza os dados publicamente disponíveis em fontes oficiais, preferencialmente. Os dados foram coletados em órgãos públicos, tais como Agência Nacional de Saúde (ANS), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério das Comunicações, Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Ministério da Fazenda, Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), Tesouro Nacional; em instituições acreditadas como Fundação Getulio Vargas (FGV), Pnud; e demais organizações do meio privado, como Serviço Nacional do Comércio, e Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

“Essa é uma ferramenta que funciona para a sociedade conhecer de forma objetiva a realidade de seus municípios e, com isso, possa escolher melhor os seus próximos representantes, principalmente em um ano de eleição municipal”, explicou Noya.

DESTAQUES
São Caetano do Sul, São Paulo, aparece no ranking como primeira colocada. Nos indicadores gerais obteve a nota 89,5; sendo que no quesito bem-estar conseguiu a pontuação máxima, 100. Na sequência aparece Santos, também em São Paulo, onde o destaque ficou para o critério habitação. Na avaliação do IDL o município pontou 95,2. Completando o podium está Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, com índice geral de 70,7.

Victor Cardoso
Foto – Reprodução

PUBLICIDADES E PARCEIROS